14/01/2012

Deus não desiste de você!




Quantos de nós na vida, várias vezes escondemos as nossas fraquezas. Quantas vezes prometemos que não erraríamos de novo e erramos. Quantas vezes começamos um projeto e não terminamos.
“Quando sou fraco, aí é que sou forte!”.
Evitamos responsabilidades, compromissos e promessas que fizemos porque temos medo do fracasso, de sermos rejeitados e reprovados.
Ninguém quer ser motivo de chacota, ganhar rótulos do tipo... lá vem o medroso, o covarde, o fraco...
Deus nos deu o livre arbítrio para fazermos as nossas escolhas. Ele certamente nos deu esse grande poder em nossas mãos, mas não nos fez auto-suficientes. Nos fez dependentes d’Ele.
Era e é desejo de Deus que o busquemos, mais do que pedir algo é nos interessar pelo que Ele é, afinal, foi Ele quem nos criou, mais do que normal que Ele queira estar perto de nós. Ele fez uma grande obra, preparou toda a terra para que a nossa moradia fosse frutífera em todos os aspectos.
Nem todos concordam com isso, porque, somos plenamente capazes de viver com a inteligência que Ele nos proporcionou, com os órgãos dos sentidos, a capacidade de andar, de podermos nos comunicar, de executar uma obra, de administrar e criar.
Ele nos deu a base, mas não revelou totalmente Seus planos, Sua sabedoria. Ele poderia ter dado imediatamente a cura para várias doenças, mas, eu creio que Ele observava o homem desde a sua criação, como ele se comporta.
Quantas vezes queremos desistir de pessoas, de coisas, projetos. A questão é que Deus não desiste fácil de nós.
Não importa o quanto você tem falhado, importa olhar para o quanto você já alcançou, ainda que não seja a totalidade do que você precisa ou deseja.
Você pode não acreditar mais em você por algum motivo, a questão é que Deus te conhece de tal maneira que, qualquer argumento que você disser não será o suficiente para que Ele te responda: É filho, não tem jeito mesmo para você!
Sempre tem uma brecha, acontecimento, um deslize ou decreto que pudesse ter falado que possa ter complicado todo o processo.
Se já tem a predisposição em obedecer, então, considere a sua vitória a caminho, porque, juntando com a Sua disposição e fé, Deus poderá mudar o curso do rio por sua causa e te surpreender.  
Desistir? Como? Se Ele é o Deus que pode até ressuscitar o morto, não ressuscitaria seus sonhos?
Desistir, por quê? Enquanto há fôlego, há vida! Aproveite enquanto está vivo, porque a vida é uma só.
Temos a tendência de olhar somente para o que nos faz mal, exaltamos mais o problema do que a expectativa de conseguir vencer. Quando isso acontece estamos perdendo o foco devagar sem que percebemos.
Um pequeno estímulo, por menor que seja é preciso dar toda atenção para que ele cresça até que o “monstro” do problema se torne pequeno e você volte a lutar.
Uma pequena história:
Havia uma família rica na Holanda que certo dia recebeu em sua casa um mendigo, e este estava com frio e com fome, e esta família resolveu abrigá-lo naquela noite no sótão da sua casa. Mais tarde, a família começou a ouvir um som que vinha do sótão, era o som da harpa estragada que estava guardada durante muito tempo naquele lugar.
Surpreendidos pelo acontecimento foram lá para saber como ele tinha conseguido consertá-la. Foi então que ele respondeu: “Quando era mais moço, eu fazia harpas, e essa é uma das que eu fiz. Não poderia eu consertar o que eu mesmo fiz?”
Deus é o nosso Criador! Não poderia Ele te ajudar a sair dos seus problemas e dar estratégias, mostrar a você um novo caminho para encontrar a saída?
Mais importante do que alcançar o objetivo final é a jornada que experimentamos com Deus, portanto, não perca a grande oportunidade e privilégio de caminhar com Ele. 

No amor de Cristo,

Pra Lúcia Pandolfo

Um comentário:

  1. Muitos de nós já temos desistido de muitas coisas e jogado tudo para o alto.
    Mas crer em Deus verdadeiramente é ser paciente e perseverante.

    ResponderExcluir