20/06/2012

Deus de Aliança e Recompensa



O rei Salomão, que sucedeu o trono do Rei Davi, consagrou o templo a Deus que acabara de ser construído. Naquele lugar, que hoje se chama o “Muro das Lamentações”, o que restou do templo construído por Salomão.

Salomão orou a Deus e pediu que sempre que o povo de Israel pecasse, e por conseqüência viessem as pragas, pestes, fome ou fosse ferido pelo inimigo, e estando  cativo em outra terra e reconhecessem o povo terem pecado contra Deus, e se arrependessem, mesmo cativo em outra terra, pediu que o seu povo fosse perdoado e pudessem retornar a sua terra.

E após terem feito sacrifícios a Deus, veio fogo do céu e consumiu o holocausto. Depois Deus respondeu a Salomão dizendo:
“E o SENHOR apareceu de noite a Salomão, e disse-lhe: Ouvi a tua oração, e escolhi para mim este lugar para casa de sacrifício. Se eu fechar os céus, e não houver chuva; ou se ordenar aos gafanhotos que consumam a terra; ou se enviar a peste entre o meu povo;” 2 Crônicas 7:12-13

“E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra.”

Existem  considerações aqui a serem analisadas detalhadamente:

se o meu povo – Deus tem aliança com o seu povo.  Ele sabe quem é d’Ele e o povo o reconhece como O Seu Deus.

se chama pelo meu nome - que reconhece o Seu santo nome e quem Ele é. Nome que é sobre todo nome, tem todo o poder para desfazer as obras do diabo, quebrar cadeias. O único Nome que pode levar o homem a salvação.

humilhar – precisamos reconhecer que somos pecadores, dependemos de Deus. A nossa sabedoria é falha, não temos a visão alargada que Deus tem. Por mais que nos conheçamos, somente Deus sabe até aonde podemos ir e o quanto podemos suportar. Quando nos humilhamos para Deus, estamos reconhecendo a nossa condição de sermos totalmente dependentes d’Ele.

e orar – a oração é o que nos aproxima de Deus, nos conduz a intimidade com Ele. Através da oração somos fortalecidos, podemos sentir a Sua presença. Ele nos revela, nos cura, nos liberta, nos mostra o futuro, exorta, disciplina, consola, muda a nossa história, renova a nossa visão da vida, da mente e fé, e também transforma o nosso caráter.

e buscar a minha face  - é importante buscar a Deus mais pelo que Ele representa para nós. Quem Ele é. O Seu grande amor, a Sua bondade, a Sua paciência e misericórdia, tantas coisas podemos falar sobre Ele. Quantos momentos que vimos Ele agir a nosso favor. Buscar Sua face é um modo de adorá-lo pelo que Ele é.

converter dos seus maus caminhos – o que separa o homem de Deus é o pecado e a soberba. Não há um justo sobre a terra que faça o bem e não peque (Eclesiastes 7.20), por isso precisamos nos arrepender dos nossos maus caminhos. A fofoca, as críticas, os julgamentos, a mentira, a discórdia, falar mal de alguém, sonegar impostos, pegar dinheiro e objetos emprestados e não devolver,  ter inveja, sentimento de vingança, negligência, adultério, etc.

Primeiramente Deus coloca uma condicional, o “se” e depois explica o que Ele quer de nós e só depois libera as promessas.

“Agora estarão abertos os meus olhos e atentos os meus ouvidos à oração deste lugar.
Porque agora escolhi e santifiquei esta casa, para que o meu nome esteja nela perpetuamente; e nela estarão fixos os meus olhos e o meu coração todos os dias.” (2 Crônicas 7:15-16)

"Então vocês clamarão a Mim, virão ORAR A MIM, e EU OS OUVIREI. Vocês Me procurarão e Me acharão quando Me procurarem de todo o coração". (Jeremias 29:12, 13).

Este último versículo resume bem o que Deus quer dizer para nós:
"SE VOCÊS PERMANECEREM EM MIM, e as minhas palavras permanecerem em vocês, pedirão o que quiserem e lhes será concedido." (João 15:7)
Mais uma vez a condicional “se”, e também a promessa.

Se acha difícil obedecer ao que Deus pede, é simples. O Espírito Santo nos ajuda na nossa fraqueza. Não importa quantas vezes você cai, erra e corrige, importa é, se em seu coração você tem o desejo ardente em obedecer a Deus em todo o tempo.

“E da mesma maneira também o Espírito ajuda as nossas fraquezas; porque não sabemos o que havemos de pedir como convém, mas o mesmo Espírito intercede por nós com gemidos inexprimíveis.” (Romanos 8:26)

No amor de Cristo,
Pra Lúcia Pandolfo

Nenhum comentário:

Postar um comentário