29/11/2013

Testemunho sobre "Mudança"


Anos atrás eu estava na dispensa do nosso apto, encaixotando as coisas e me deparei com um objeto que eu gostava, mas, estava ali sem nenhuma utilidade, eu guardava porque era de estimação, não servia pra nada e muito menos para dar para outra pessoa. Foi quando eu ouvi a voz de Deus me dizendo: "Filha, sabe por que eu não posso fazer coisas novas em sua vida? Porque você está vivendo de passado". Ou seja, minha mente estava ocupada demais para Ele poder me encher. Aquele objeto na prateleira apenas ocupava espaço e NÃO PERMITIA que algo novo pudesse ocupar. Com o tempo o objeto ficava empoeirado e se assemelha com pensamentos que permitimos que continue se repetindo em nossa mente e que não tem utilidade alguma.
Se eu tivesse colocado um objeto útil, que eu pudesse usar, o resultado seria o objeto sendo usado estaria em movimento, eu tiraria, usaria e colocaria de volta no local. Percebi que as coisas de Deus tem vida e se movem, como fonte de águas vivas, o Senhor pode nos encher  e renova todas as coisas. Sem perceber ficamos viciados em querer sempre se lembrar do que já passou, do que nos afligiu e por nossa própria decisão eles continuam a afligir, oprimir e angustiar a alma, aprisionando a alma e impedindo o nosso crescimento.
Aquilo que nos entristeceu no passado sabendo que não se pode alterar o que aconteceu, então, mesmo que não consigamos esquecê-los temos o poder para decidir se queremos.
Você tem suas mãos o poder de decisão. Inevitável esquecer, porém, é possível que as lembranças deixem de trazer a dor, mas, aprendizado. Como isso pode ser feito? Através de um exercício, prática de mudança de atitude. Eu me lembro de que na época, logo depois que eu ouvi Deus falar isso para mim, eu me alegrei muito, por saber que eu poderia sair daquela situação e que havia um desejo de Deus para fazer coisas novas em minha vida. Isso foi o que me motivou a querer mudar. A ação de Deus provocou em mim esperança e estímulo para abandonar o passado e abrir minha mente para o que poderia vir. E a sensação que eu tinha de algo novo acontecer trouxe vida para minha alma. A partir daí eu fui dizendo para mim mesma, Deus quer fazer coisas novas na minha vida, as coisas podem melhorar, eu não preciso estar no deserto para sempre, existe uma esperança para mim, aleluia!
Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei.
Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e encontrareis descanso para as vossas almas. Porque o meu jugo é suave e o meu fardo é leve.
Mateus 11:28-30
O que guarda a sua boca e a sua língua guarda a sua alma das angústias. Provérbios 21:23, Quando pensamos muito sobre a mesma coisa, é como se também falássemos.
Pra Lúcia Pandolfo

Nenhum comentário:

Postar um comentário